Saúde Corporativa e as transformações desse serviço

Saúde Corporativa e as transformações desse serviço

Se a tecnologia vem influenciando a vida das pessoas tanto em comunicação, locomoção e relacionamento, porque não iria fazer o mesmo na Medicina Ocupacional? É só uma questão de tempo até que a era digital domine mais espaço e mude até a nossa forma de nos mantermos saudáveis no ambiente de trabalho. Isso faz parte das transformações da saúde corporativa.

Saúde corporativa - ilustração 1

Desde o surgimento da medicina moderna ela vem passando por mudanças e atualizações constantes. Estratégias de prevenção, por exemplo, são uma evidência do quanto temos avançado em prol de uma vida mais saudável e plena.

E dentro dessa premissa a prevenção e o tratamento de doenças continua mudando e se transformando conforme a humanidade avança com uso de novas tecnologias.

Essas novas tecnologias atingem todo o mercado, e junto com ele mudam a realidade da saúde corporativa, ou ocupacional. Este e-book traz uma reflexão de como isso pode transformar a maneira como lidamos com a Saúde ocupacional no mundo corporativo.

Tecnologia e medicina moderna

As inovações tecnológicas impactam a medicina todos os dias com novas pesquisas, estudos e descobertas. E nos apoiamos no desenvolvimento da ciência para a cura de doenças e tentamos o que há de mais moderno nos tratamentos.

A tecnologia está constantemente interligada à medicina, uma depende da outra para evoluir e atingir objetivos que vão de encontro a oferta de serviços de atenção integral ao paciente.

Depois das grandes descobertas do século XIX, imunizantes e antibióticos, o objetivo atual não é mais o de apenas curar doenças, mas de promover mais qualidade de vida ao paciente.

Proporcionar uma vida mais saudável e com qualidade de vida, para que esse paciente não adoeça, e se porventura adoecer, tenha mais chances de se curar.

Saúde corporativa - ilustração 2

Para isso é preciso atenção constante, acompanhamento de cronicidades e acesso simplificado ao atendimento.

Conforme a medicina avança nesse objetivo, a tecnologia cria ferramentas para facilitar o alcance dessa meta. Uma dessas ferramentas é a Internet e todos os instrumentos presentes nela desenvolvidos para oferecer ao cidadão a oportunidade de usufruir de um atendimento integral.

Cientificamente falando

O estudo global da Deloitte “Forças da mudança: O futuro da saúde”, de 2020,  apresenta dados significativos quanto ao comportamento das empresas quanto à tecnologia médica e já começaram a incorporar ferramentas que geram, coletam e compartilham dados para analisar indicadores.

Isso é usado para criar percepções específicas sobre a saúde do paciente, e a partir daí uma estratégia pode ser feita pela instituição responsável por aquele paciente.

Essa atitude gera um impacto significativo tanto para o paciente, quanto para as operadoras de planos de saúde, assim como para as empresas que se preocupam com a saúde dos seus funcionários ou colaboradores.

A tecnologia na saúde corporativa

Baseado nas tendências emergentes de tecnologia, podemos dizer que a transformação tecnológica é o que vai conduzir a saúde corporativa num futuro próximo. Fatores como praticidade, conexão, redução de custos e acesso facilitado devem revolucionar o bem-estar de funcionários e colaboradores.

Saúde corporativa - ilustração 3

Se as tecnologias desenvolvidas, no âmbito da medicina moderna, estão aqui para simplificar o acesso à saúde, isso também reflete na saúde ocupacional.

Conforme as novas ferramentas e estratégias vão chegando no mercado, é fundamental saber usá-las de acordo com a necessidade da instituição.

A otimização dos serviços de medicina do trabalho irá incluir ferramentas de facilitação e compartilhamento. Essas plataformas poderão funcionar por meio de aplicativos para smartphone, atendimento remoto por meio de conexão via internet - a Telemedicina.

Essa e outras praticidades vão impactar em como as empresas realizam o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO e em diversos outros fatores.

A saúde corporativa e as novas possibilidades

Com a abertura do mercado para a melhoria da saúde do profissional, as empresas buscam cada vez mais atingir os principais fatores causadores de afastamentos e acidentes do trabalho.

Assim, a saúde ocupacional deixa de focar só nos exames obrigatórios e entra em um novo espaço, buscando o bem estar e a qualidade de vida do colaborador.

Saúde corporativa - ilustração 4

Assim, encontramos dentro das empresas com atendimento especializado, a presença de profissionais da ortopedia, da psicologia, da psiquiatria, serviço social, fisioterapia, entre outros.

Esse atendimento não está direcionado a atender os acidentes ou problemas já desenvolvidos, mas sim, promover ações que fortaleçam as principais causas de adoecimento das equipes.

Como direcionar esse atendimento?

O principal fator na hora de definir a equipe de saúde corporativa é a avaliação das atividades que são realizadas dentro da empresa.

Assim, entendendo a dinâmica é possível destacar o principal  caminho a ser tomado.

Sabe aquelas atividades que exijam grandes níveis de concentração e responsabilidade? Onde há pressão para cumprimento de prazos e atividades?

O melhor investimento pode estar nos profissionais que irão cuidar da saúde mental ou naqueles que envolvem atividades que permitam o descanso mental, como a utilização da ginástica laboral.

Já nas atividades que demandam maior esforço físico ou movimentos repetitivos, pode-se pensar em ortopedia e fisioterapia.

Ainda há outras atividades que podem ser desenvolvidas para o bem estar do colaborador, como a disponibilização de espaços de relaxamento que podem contar com um massoterapeuta, por exemplo.

Saúde corporativa - ilustração 5

Para o sucesso dessas ações é importante fazer uma avaliação dos critérios a serem adotados, em parceria entre os Gestores, Diretores e setores de Recursos Humanos e Saúde e Segurança Ocupacional.

Telemedicina

Atentos às necessidades atuais do segmento de Saúde Ocupacional, algumas empresas já começam a inovar oferecendo os serviços de Telemedicina. A nova modalidade pretende disponibilizar o atendimento médico de forma remota.

Saúde corporativa - ilustração 6

Apesar de não convencional, a Telemedicina já é utilizada em diversos países e foi aprovada pelo Governo Federal (Lei 13,989, Lei da Telemedicina), desde 2020, devido a pandemia do novo coronavírus.

Utilizar esse método garante o bem-estar dos funcionários e proporciona diversas vantagens para as empresas, entre elas a economia em saúde ocupacional.

A telemedicina pode ser usada tanto na identificação de doenças ocupacionais, como na prevenção ou no acompanhamento delas.

  • O que é Telemedicina?

Pode parecer inusitado, mas o termo Telemedicina existe desde 1950, quando foi descrito em um artigo publicado pela Sociedade Norte Americana de Radiologia.

A telemedicina avançou muito desde então com a ajuda dos meios de comunicação e, principalmente, da Internet.

Hoje, o contato entre um médico e um paciente não depende mais do encontro presencial, ou seja, a troca de informações pode ser feita remotamente.

A telemedicina se baseia no uso de tecnologias em benefício dos procedimentos médicos, aumentando a interação entre profissionais de saúde que estão à distância, oferecendo ferramentas de diagnóstico e modernizando processos que atualmente são lentos.

Ela fornece ferramentas para que a clínica de medicina do trabalho otimize a gestão, qualificando seu atendimento e direcionando investimentos para áreas mais estratégicas.

Saúde corporativa - ilustração 7

  • Saúde ocupacional remota

Podemos usá-la m diversos setores e a saúde ocupacional é um deles. O colaborador da sua empresa pode realizar diversos os exames tradicionais como: admissional, demissional, de retorno ao trabalho, de mudança de função ou os periódicos.

Todos eles podem ser realizados utilizando computadores, tablets e até smartphones com as ferramentas de telemedicina. E tudo isso sem precisar se deslocar do seu ponto de trabalho, seja em casa ou na empresa.

  • Vantagens

Poder oferecer um serviço, que antes era presencial, de forma remota pode trazer diversas vantagens.

Saúde corporativa - ilustração 8

  1. Economia - Gastos com deslocamento, contratação de um profissional in loco e perda de horas trabalhadas são alguns dos pontos de economia oferecidos pela Telemedicina;
  2. Praticidade – Os agendamentos, consultas e diagnósticos podem ser feitos utilizando um dispositivo com acesso à internet. Seja ele um celular, tablet, notebook ou computador;
  3. Segurança – Respeito às leis de sigilo entre médico e paciente, conforme a certificação internacional – HIPAA;
  4. Tecnologia – Os dados ficam em prontuários online, e podemos usá-los para gerar indicadores de saúde ocupacional. Além disso, ficam acessíveis para o monitoramento da saúde dos colaboradores.

Como usar a tecnologia na saúde corporativa?

A empresa precisa contratar um prestador de serviços médicos ocupacionais capacitado, que vai disponibilizar as ferramentas necessárias e implementar o serviço em conformidade com a legislação.

Entre as principais soluções tecnológicas que esse prestador pode oferecer vamos listar aqui algumas das mais comuns.

Saúde corporativa - ilustração 9

Prontuários eletrônicos - O prontuário eletrônico traz benefícios assistenciais e econômicos. De um lado se observa a integração dos dados do paciente, e do outro a redução dos custos operacionais.

  1. Acompanhamento do paciente, do diagnóstico e do tratamento;
  2. Utilização de espaço físico reduzido no arquivamento de documentos.
  3. Integra as informações do paciente em um só documento.

Laudos - Algumas clínicas têm muita dificuldade em emitir os laudos se especialistas suficientes na equipe, e contratar um profissional específico custa mais caro.

Ao optar pela terceirização desse serviço, a emissão de laudos à distância é mais uma solução que a Telemedicina proporciona.

Telediagnóstico - Outra tecnologia que tem revolucionado o mercado da saúde ocupacional é o telediagnóstico. Por meio do telediagnóstico, a empresa pode terceirizar a realização dos laudos dos exames. Além da vantagem de contar com profissionais altamente especializados para a sua clínica, a utilização deste serviço permite agilidade no atendimento.

Contar com um médico pneumologista, por exemplo, para laudar o exame de espirometria, é fundamental para monitorar a saúde de trabalhadores em ambientes onde são expostos a poeira ou produtos químicos.

Fluxo de exames otimizado - Ao utilizar prontuários eletrônicos e a emissão de laudos remotamente os fluxos dos exames automaticamente melhora, devido a automação dos processos.

Essa automação gera economia em diversas esferas da organização e a partir do momento em que os gastos forem reduzidos, o tempo otimizado, e a qualidade de serviço garantida, a consequência não poderia ser outra a não ser o crescimento.

Saúde corporativa - ilustração 10

Telemedicina e gestão

A telemedicina democratiza o acesso aos dados de forma integrada. Onde empregador, paciente e operadora de saúde podem compartilhar informações e buscar a melhor solução comum.

Saúde corporativa - ilustração 11

Agora que já compreendemos como usar a telemedicina como estratégia na saúde corporativa, podemos pensar nela como uma oportunidade para melhorar a gestão da saúde no ambiente corporativo.

E considerando que esses dados (prontuários eletrônicos, sociodemográficos e laboratoriais) estarão em uma plataforma de fácil acesso, a gestão com indicadores se torna ainda mais prática.

Essas ações podem estar no planejamento da Saúde do Trabalhador promovido pelo SESMT e ser gerenciado pelo Médico do Trabalho da organização, ou da empresa terceirizada, como Gestor da Saúde.

Por que implementar?

Executar a transformação tecnológica não é mais um diferencial, é um pré-requisito do mercado, seja ele institucional, comercial, corporativo ou da saúde.

As tecnologias chegaram para ficar e como saúde é essencial, precisamos nos adaptar para o futuro onde quase tudo será realizado de forma virtual ou remota.

O sucesso de muitas organizações está ligado às pessoas e ao quanto essa organização se preocupa com o bem-estar e a saúde delas.

Nós encaramos a saúde corporativa como um custo e não um investimento no Brasil. Porém, investir nas pessoas que movem “a máquina” é essencial para o alcance de metas organizacionais e elas não podem fazer isso sem saúde.

Logo, implementar planos de saúde ocupacional se tornam essenciais e ao usar tecnologias como a Telemedicina é uma opção que pode garantir a saúde desse pessoal e reduzir custos com esse serviço.

Inseguranças do mercado

É natural termos dúvidas quanto a conceitos vanguardistas, mas aderir a novas tecnologias é um passo importante para as empresas que querem aumentar resultados.

A contratação de um serviço como esse precisa ser medida com base no retorno a curto, médio e longo prazo. Para isso uma cultura organizacional precisa ser desenvolvida priorizando a saúde corporativa.

A boa notícia é que não é necessário implementar tudo de uma vez. Essa pode ser uma medida aplicada aos poucos, de forma personalizada e de acordo com a realidade de cada instituição.

Assim, podemos concluir que a medicina ocupacional está mudando e é verdade absoluta  que a tecnologia traz expectativas altíssimas para a implantação de um programa moderno de Gestão da Saúde Integral do Trabalhador.

É uma mudança do modelo tradicional e assistencial para um modelo inovador e mais acessível com foco na promoção da saúde, no bem-estar e na prevenção de doenças.

Hora de se adaptar

Essa integração de sistemas e departamentos, o cruzamento de dados, e a aquisição de ferramentas que ampliam o número de especialistas disponíveis num “click” é o futuro da saúde ocupacional.

O grande desafio é começar a utilizar mais o que  temos disponível de tecnologia, de conectividade e de informação e integrar tudo isso ao ambiente corporativo no setor da saúde.

Ainda há certa resistência do mercado e da sociedade médica tradicional, mas segundo pesquisadores é uma transformação inevitável. E quem conseguir se adaptar mais rápido a essa transformação também vai colher os frutos antecipadamente.

Comente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *