Dez medidas de Biossegurança no Trabalho

Diante da nova estratégia de isolamento social do Ministério da Saúde, que flexibiliza regras para regiões que não atingiram 50% da capacidade de saúde, é esperado o retorno gradual às atividades laborais com segurança.

Confira 10 medidas de Biossegurança no Trabalho: 

Quando a quarentena acabar, o organismo e a mente deverão se readaptar à mudança de rotina. Desta vez, o grande desafio dos trabalhadores é equilibrar vida pessoal e profissional, tendo em vista os vínculos emocionais criados no período de isolamento social.

Para Victor Reis, presidente do grupo Med Mais, este é um momento crucial para as empresas investirem no bem-estar dos colaboradores.

“A pandemia de coronavírus não foi extinta, mas as atividades estão aos poucos voltando ao normal. Nesse momento, é imprescindível que gestores e equipes sejam orientados para um retorno tranquilo”, lembra Victor.

A recomendação agora é capacitar os funcionários, ao mesmo tempo em que se reforça medidas preventivas ao coronavírus.

“Os RHs precisam, mais do que nunca, promover capacitações sobre biossegurança pessoal, que atendam desde o pessoal do administrativo até os vigilantes. Aqui entram dicas de higienização correta das mãos, utilização do álcool em gel e de máscaras, e a segurança das instalações que recebem clientes, por exemplo”, alerta o presidente do grupo Med Mais.

A Med Mais oferece treinamentos dos protocolos da ANVISA e OMS para colaboradores, além de suportes médico e psicossocial (neuropsicologia). As consultas, contudo, são realizadas via teleatendimento médico.

Orientações para funcionários – Segundo Victor, a maioria das pessoas infectadas apresenta sintomas leves e se recupera rapidamente, podendo ser mais grave para outros.

“Os funcionários precisam saber disso e orientar seus clientes para usar água e sabão ou higienizador à base de álcool para lavar as mãos; manter distância mínima de um metro e meio na fila; evitar tocar olhos, nariz e boca; ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com a parte interna do cotovelo, por exemplo”, reforça.

O que fazer se o funcionário apresentar sintomas – Em caso de coronavírus confirmado na equipe, o empregador deverá acionar as autoridades de saúde e seguir o protocolo exigido nessas circunstâncias. A lei 13.979/2020, sancionada em fevereiro, prevê políticas de exames obrigatórios, isolamento e quarentena para conter o vírus.

De acordo com portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU), a quarentena é de 14 dias podendo se estender por mais 14, caso haja resultado laboratorial comprovando o risco de transmissão.

“Está definido que o período é considerado como falta justificada e deverá ser pago pelo empregador”, acrescenta Victor.

Confira as medidas que as empresas devem adotar para retomar as atividades sem propagar a doença:

- Cancelamento de viagens nacionais e internacionais, mas as consideradas essenciais passarão por aprovação superior;
- Dar condições para que os colaboradores exerçam o trabalho remoto;
- Recomendações de segurança cibernética para evitar ataques em locais externos à corporação;
- Maçanetas, botões e máquinas de café devem estar limpos, e o uso de álcool em gel é indispensável;
- Criação de comitês de crise que dialoguem com todos os setores da empresa;
- Reforço na limpeza de áreas comuns, cancelamento de biometria e triagem de visitantes;
- Substituição de reuniões físicas por videoconferências;
- Encontros devem ter poucas pessoas, com distância de dois metros aproximadamente;
- Restrição de elevadores a equipes de limpeza;
- Flexibilização nas escalas, de modo que funcionários não usem transporte público em horário de pico.

Sobre a Med Mais

Med Mais é uma empresa que atua no mercado de prestação de serviços há mais de 11 anos e conta com 11 filiais dimensionadas em estados importantes do Brasil. O grupo conta com duas frentes de trabalho, sendo uma voltada para medicina e segurança do trabalho; e a outra, para serviços médicos de urgência e emergência. No que diz respeito à área de atuação, a empresa presta serviços em aeroportos, ferrovias, rodovias, portos, refinarias, mineradoras, turismo náutico, entretenimento, educação, entidades privadas, economia mista e órgãos públicos.

Quer saber mais sobre Biossegurança?

Nossa equipe está disponível no e-mail: comercial.adm@medmais.com

Esse conteúdo também saiu na mídia:

Confira! 

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *