Como um psicólogo organizacional ajuda a desenvolver líderes?

Se o seu objetivo é o de alcançar uma meta em um determinado espaço de tempo, saiba que é possível contar com o auxílio de profissionais especializados para auxiliar a conquistar esses resultados. Muitas empresas buscam o suporte em programas de desenvolvimento humano, um deles é o programa de mentoria. Ele é recomendado para quem tem como alvo o crescimento pessoal e profissional.

A neuropsicóloga da Med Mais, Keli Rodrigues, explica que o processo de escolha de mentor, deve-se inicialmente na escolha desse profissional. Recomenda-se buscar alguém que seja considerado referência em determinada carreira para que possa orientar o mentorado em sua trajetória.

O programa de mentoria trabalha em duas etapas. A primeira delas é a imersão para conhecer os objetivos do mentorado, e no segundo momento, estabelecer metas e objetivos, para que a pessoa possa saber aonde quer chegar com essa mentoria. Durante o percurso da mentoria, o profissional é orientado sobre os processos para atingir essa alta performance em determinada carreira ou em determinado tema.

Keli explica que a mentoria não tem um tempo pré-estabelecido, isso porque, existem metas que podem ser atingidas de médio a longo prazo. Além disso, ela destaca que na medida em que os objetivos vão sendo alcançados, eles precisam de ser realizáveis.

A especialista comenta que hoje em dia muitas empresas recorrem aos programas de mentoria, porque isso traz um recurso pessoal para áreas específicas de desenvolvimento da empresa e do indivíduo.

Uma das empresas que a especialista desenvolveu um programa de mentoria foi para o Grupo Med Mais. Segundo ela, um dos principais resultados dessa orientação foi perceber que “as pessoas que se envolveram dentro do programa trouxeram temas e assuntos para o alto desempenho. Foi muito produtivo e essas pessoas obtiveram resultados muito maiores dentro da trajetória delas. Depois do programa de mentoria nós percebemos que as pessoas estavam muito mais empoderadas e muito mais conscientes, não só do papel delas como profissional, mas do papel delas como pessoas dentro da sociedade”.

Gostou do assunto e gostaria de maiores informações? Aproveite para ler os nossos conteúdos: www.medmais.com .

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *