8 indicadores para não perder de vista na gestão de SESMT

Você sabe quais os indicadores essenciais do Serviço de engenharia em Saúde e Medicina do Trabalho? O Grupo Med Mais é especialista em terceirização de SESMT e vai te dizer os 8 indicadores que precisam estar em evidência. O gerenciamento adequado desses indicadores garante a saúde e segurança do seu colaborador. Vamos lá! 

1 – Frequência dos acidentes x “horas homem”

Os acidentes de trabalho merecem atenção redobrada da empresa. Os gestores de SESMT ou RH precisam fazer o registro da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT). É essencial que a empresa tenha um plano de ação para que possa mitigar as ocorrências e manter a taxa de acidentes drasticamente reduzida em relação às horas de trabalho.

2 – Taxa de gravidade

Prevenir é sempre a melhor opção. Por isso esse indicador do SESMT é indispensável. 

Exemplo:  Desnível no chão, onde e vários colaboradores escorregam, mas não gera um acidente. O gestor de SESMT vai trabalhar para mitigar esse problema e garantir a segurança de acordo com a gravidade da situação.

3 – EPI

O indicador de Equipamento de Proteção Individual monitora várias ações entre elas a avaliação dos riscos, a neutralização do risco, e também está ligado ao custo relacionado financeiro da operação. Esse indicador administra a distribuição de EPI’s, fornecidos e requeridos, e garante a eficácia deles gerando economia, baseada no desempenho do equipamento.

4 – PPRA e PCMSO

Os Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) e Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) devem ser implantadas cuidadosamente e avaliadas durante o ano, desde o monitoramento, avaliação e saúde ocupacional e também de viabilidade econômica para a empresa.

5 – CIPA

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) é importantíssima, pois ajuda a integrar todos os setores dentro de uma empresa em prol da segurança do colaborador. Ela desenvolve ações de prevenção assim como de educação, orientando os colaboradores na utilização de EPI’s, e demais medidas.

6 – Absenteísmo

Esse indicador avalia o índice de afastamento ocasionados por doenças ocupacionais, ou doenças profissionais e ajuda a reduzir os custos relacionados.

7 – Periculosidade e Insalubridade

Esse indicador busca eliminar essas situações dentro da empresa. É essencial fazer um trabalho minucioso para rastrear as operações, as funções e os cargos nesse sentido. Essa medida também resulta na redução dos custos. É importante destacar que esse indicador vale também para a atividade exercida, e não apenas para a função do colaborador. 

8 – Sinistralidade do plano de Saúde

Se oferecer um plano de saúde para os colaboradores é uma realidade para a empresa ela precisa ter o indicador de sinistralidade desse plano. A depender da utilização o plano pode ser mais oneroso do que vantajoso para a empresa. Trabalhar esse indicador, em conjunto com o do absenteísmo, reduz possíveis gastos desnecessários.

Agora que você já sabe os principais indicadores, e como eles devem ser tratados pelo RH, pelo SESMT e pela empresa, basta colocá-los em prática. O Grupo Med Mais produziu um conteúdo completo sobre a terceirização do SESMT, confira!

Quer saber mais sobre Saúde e Segurança do Trabalho?

Acompanhe as notícias em nosso site:  www.medmais.com .


Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *